quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Educação, PEC 241-55 e a igreja


Entrará em vigor no Brasil uma PEC (241 que se torna 55 no Senado) que, dentre várias coisas, trará profundos prejuízos para a Educação. O futuro de muitas crianças e jovens ficará gravemente comprometido. É certo que diversos estudantes já ocuparam milhares de escolas e universidades como forma de protesto e de sensibilização dos governantes. Todavia, fica uma questão: O que pensar de uma igreja que fecha os olhos para esta realidade?


Graça, paz e bem!

Um comentário:

Humberto Jr. Santos disse...

Sabe amigo e Pr. Edemir; em meio a provocação referente ao posicionamento da igreja (as), penso que uma boa reflexão está no livro Paixão pela Vida do Multmann, onde no capítulo que trata sobre "A esperança nas lutas do povo" vemos seu posicionamento crítico quanto a igreja e sua liderança, onde nos dias atuais semelhante a gestão governamental percebemos um sistema opressor, diferente do modelo deixado por Jesus de "um único povo".
O apontamento sobre a liderança é comparada como profissionais do cristianismo, quanto aos leigos "povo" só fazem parte de um processo que deveriam mas não pertencem a eles.
Quando penso na PEC 241 e seus idealizadores, meu pensamento vaga pelas histórias socialistas de Hitler e Mussoline, e a forma que tudo terminou.. Trágica!!
Como atualizar esta mensagem que se encontra sendo escrita em nosso Pais?
Como sendo igreja que aponte o caminho, como devemos nos posicionar?
Continuo a refletir!!