quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Viver no Evangelho e mais nada


Neste ano o blog está completando 10 anos de existência. Em 2017, se você reparar, retomei muita coisa que escrevi em 2007. E hoje não será diferente...
 
Há muita maldade que se realiza em nome de Deus. Pessoas se escondem atrás de determinadas confissões de fé cristãs e cometem atrocidades como se o Senhor as estivesse confirmando. Elas não creem no Criador, antes decoraram as palavras e os trejeitos religiosos que sensibilizam crentes ingênuos/as. São peritos/as na arte de manipular os/as incautos/as e zombar destes/as últimos/as. Todavia, eles/as não estão atacando o Evangelho porque nem sabem o significado de entregar-se e viver para Jesus Cristo. Diante disso, você não precisa se indignar com os atos deploráveis praticados ou tentar exortar os/as praticantes destes males friamente pensados e constantemente executados. Sua indignação e exortação serão inócuas porque há um compromisso destes indivíduos com o seu próprio bem estar. Eles querem que os/as amigos/as de Deus se danem. Se eles/as conseguirem ferrar a Igreja/Povo de Deus e permanecer numa boa, ficarão muito felizes.
 
Por fim, pense nisso: Uma coisa é ser “cristão/ã”, outra é viver por/para Cristo. Uma coisa é ser “evangélico/a”, outra é viver no Evangelho.
 

Graça, paz e bem!

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Enquanto os homens exercem seus podres poderes


A liturgia política vigente no Brasil, com um certo consentimento dos outros poderes e da população, é que tem permitido as maiores atrocidades contra o povo. Esta é alimentada e reforçada por boa parte da “classe” política. E para piorar, vários componentes desta última são religiosos, ou seja, pessoas que atuam na política institucional em nome de suas divindades para o bem de todas e todos. Aí eu me lembro do trecho da canção cristã: “A injustiça é contra Deus e a vil miséria insulta os céus.” 
 
Obs.: Você viu que o Drácula se safou hoje?
 

Graça, paz e bem!

terça-feira, 4 de julho de 2017

Reformas malditas, fé e engajamento


Nos últimos tempos o povo brasileiro tem sido muito prejudicado pelas reformas trabalhista, previdenciária, educacional etc. Os grandes patrocinadores destas maldades são políticos, empresários, latifundiários e demais integrantes de uma elite impiedosa. Por isso, oramos para que Deus mude esta realidade e nos dê forças para continuar lutando e resistindo a estas maldades. 

Graça, paz e bem!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

O poder da Igreja


As disputas e os jogos de poder são praticados por diversas instituições e indivíduos, todavia a Igreja, como Comunidade das amigas e amigos de Jesus, deixa-se reger pelo poder do amor, misericórdia, compaixão, serviço e graça. 

Graça, paz e bem!

quarta-feira, 24 de maio de 2017

10 anos de blog... o tempo passou... o Evangelho venceu...

Hoje este blog comemora 10 anos... Ufa!!! Apesar dos altos e baixos vividos neste período eu repito o que afirmei ao longo deste tempo: o Evangelho não permite com que nós nos alinhemos com a injustiça, a exclusão, a violência, o preconceito, o patriarcalismo, o colonialismo, o capitalismo, dentre outras maldades e distorções... Que Deus nos ajude a honrar o nome de Jesus Cristo no poder do Espírito Santo. Que a nossa práxis seja irrigada diariamente pelo Evangelho.
 
Graça, paz e bem!

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Igreja e política... pode?


A Igreja, por seu compromisso com o Reino de Deus, discute política, manifesta-se e age politicamente, bem como opta criticamente pelos partidos e ações de políticos/as que mais se identificam com o Evangelho. 

Graça, paz e bem!

quarta-feira, 29 de março de 2017

Certeza - Três


Há membros de comunidades eclesiásticas que não gostam de ser exortados a terem uma vida mais adequada ao ministério de Jesus Cristo. Eles ficam bravos, maldizem as lideranças, e boicotam as pastoras e pastores. Uma vez ocorrendo tais coisas, esteja certo/a de que isso não tem nenhuma relação com a Trindade, o Evangelho e a Igreja.


Graça, paz e bem!

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Certeza - Dois


Quando o valor arrecadado e os números de fiéis se tornam a primeira preocupação eclesiástica, esteja certo/a de que isso não tem nenhuma relação com a Trindade, o Evangelho e a Igreja. 

Graça, paz e bem!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Certeza - Um


Se nas negociações eclesiásticas prevalecem os conchavos, manipulações, desvios e exclusões, esteja certo/a de que isso não tem nenhuma relação com a Trindade, o Evangelho e a Igreja. 

Graça, paz e bem!